Blog

ideia inovadora proteja

Tem uma ideia inovadora? Não esqueça de protegê-la!

Depois de tanto se esforçar em busca de algo que será realmente novo, você finalmente teve uma ideia inovadora. Cheia de potencial e de promessas, para que sua empresa alcance o sucesso, ela precisa ser devidamente protegida ou então verá alguém usando e lucrando com aquilo que foi desenvolvido por você.

Com isso, se você teve uma ideia inovadora, essa não é a hora de sair lançando o produto/serviço. Mas, sim, de saber como protegê-la. Para isso confira a seguir algumas dicas sobre tudo o que é preciso para proteger sua ideia inovadora.

Descubra se a ideia realmente é inovadora

Antes mesmo de começar a tomar as providências para proteção da sua ideia, é preciso ter certeza de que a ideia é totalmente inovadora. Pode acontecer de ser feita toda uma preparação para o lançamento e só depois se dar conta de que já existe algo no mercado ou, no mínimo, registrado.

Então, tudo começa com uma pesquisa no registro de patentes ou registro de marcas do INPI. Ao fazer isso você terá a certeza se o que imaginou é realmente uma ideia inovadora e se, portanto, pode ser protegida.

Registre sua marca ou patente

Se desejar proteger sua ideia inovadora, seja ela um produto, serviço ou marca, é indispensável que você a registre legalmente. Imagine, por exemplo, que se trata de uma startup que criou um produto. Nesse caso, o necessário é registrar uma patente referente ao produto.

Para formalizar o registro, você deverá apresentar uma série de documentações para o registro de patentes, incluindo relatórios sobre o produto, para que seu pedido seja analisado e deferido.

No caso da criação de uma nova marca, o registro de marca é absolutamente necessário. Sem ele, qualquer outra pessoa pode registrar a marca em seu próprio nome e impedir que você a utilize. Por isso, não se esqueça de registrar a sua marca junto ao INPI para garantir proteção da sua ideia inovadora.

Não conte sua ideia para outras pessoas

Pode parecer estranho, mas é recomendável que você não conte sua ideia inovadora para outras pessoas até que ela esteja registrada. Isso porque, por mais confiança que tenha em alguém, sua ideia pode acabar sendo utilizada por outras pessoas.

Imagine, por exemplo, que você conta a ideia inovadora para seu amigo e ele decide contar para outro, apenas a título de curiosidade. Essa terceira pessoa, entretanto, vê o potencial do que você criou e decide fazer o registro. Quando você tomar a iniciativa de registrar será tarde demais e não poderá fazer mais nada a respeito.

Não lance sua ideia inovadora antes do registro

Outra atitude que deve ser evitada antes de ter o registro, é de lançar a ideia inovadora e oferecer o produto/serviço. Isso porque, embora você possa começar a lucrar com esse lançamento, alguém pode notar que não é registrado.

Se isso acontecer, haverá problemas inclusive com fornecedores e outros acordos comerciais. Isso porque estará impedido de usar a marca, mas ainda terá que cumprir compromissos e contratos sob a pena de pagar pesadas multas.

A proteção da sua ideia inovadora é indispensável para que você possa efetivamente explorá-la. Nesse sentido, a principal atitude é um registro de patente ou de marca para garantir que você seja a única pessoa a explorá-la e tenha todos os direitos sobre ela, fornecendo o máximo de segurança.

Tem alguma ideia inovadora em mente? Precisa de ajuda para proteger sua marca ou produto? Fale conosco!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Preencha seus dados e clique no botão abaixo para conversar no WhatsApp:​