Blog

Você tem certeza que o seu negócio é inovador? Como tem monitorado?

Você tem certeza que o seu negócio é inovador? Como tem monitorado?

Quando se decide iniciar um negócio, e este tem como base um produto inovador, é preciso levar vários aspectos em consideração. O ponto principal é: tem certeza que seu negócio é inovador? Quais critérios ou avaliações você fez para chegar nesta afirmação?

Entenda quais são os passos que você precisa seguir para identificar de fato se seu negócio é inovador. E ainda, a importância do monitoramento, já que se trata de algo exclusivo, algo que está muito mais suscetível a cópias e concorrência desleal.

Seu negócio é inovador?

Se você já está inserido no universo das startups, com certeza já ouviu falar de algo importantíssimo que precisa ser avaliado para que seu negócio seja considerado inovador: a demanda do mercado. Ele precisa atendê-la, mais do que isso, precisa resolver a dor do futuro cliente, e de forma constante.

Antes de lançar seu negócio no mercado é fundamental que você faça a análise dos itens que iremos listar a seguir. Esta investigação permite que você tenha um embasamento mais concreto e principalmente, tenha bons resultados a longo prazo.

De maneira sucinta acreditamos ser válido mencionar o posicionamento do Yuri Gitahy, fundador da Aceleradora, em matéria no site do Sebrae sobre a inovação. Medir a inovação é uma das tarefas mais difíceis que existe. E ele apresenta quatro questões que afirmam isso.

Para ser inovador, precisa ser algo que gere resultados; de qual forma fazer isso quando algo inovador ainda está em desenvolvimento? Outro ponto é que o grau de inovação pode ser subjetivo; enquanto você que está aqui no Brasil enxerga o negócio como inédito, uma outra pessoa, que já conheceu outros mercados e países, pode refutar a ideia, pois afirma ter visto algo semelhante em outro país. A inovação envolve uma baixa resistência a mudanças e novas ideias e normalmente o empreendedor é o maior entusiasta da sua ideia, isso pode ofuscar fraquezas e possíveis necessidades de melhorias.

Validação do conceito

Você tem certeza que o seu negócio é inovador? Como tem monitorado?Para trilhar estes itens que iremos apresentar, é essencial que este primeiro ponto tenha sido colocado em prática. Lembra daquele pensamento de que se sozinhos somos bons, juntos somos melhores? É neste sentido. O seu negócio inovador tem um propósito: atender a necessidade dos seus clientes. E como fazer isso? Validando a ideia junto a outras pessoas, e principalmente com investidores. Ah, mas e se roubarem minha ideia? Isso é possível de evitar se você realizar o registro e monitoramento, porém iremos abordar esse assunto mais a diante.

Então é primordial que você realize a validação do negócio antes mesmo de executá-lo. Você pode ter todo o conhecimento de mercado, mas de nada adianta se não der voz e vez para as pessoas que irão se beneficiar desta inovação.

Paixão

Você tem paixão pelo seu negócio inovador? Tão importante quanto validar o conceito com outras pessoas é ter paixão pelo propósito a que está se dedicando. Estar engajado com as mudanças que seu negócio pode proporcionar na sociedade, e acreditar no potencial do trabalho que precisa ser feito é fundamental. É relevante que ao validar a ideia junto a outras pessoas, principalmente investidores, isso esteja estampado em seu semblante. Como mencionamos antes, estar por si só entusiasmado com sua ideia não basta, é preciso conquistar validação do mercado. Apresentar seu negócio com paixão e batalhar por ele no dia a dia com essa mesma intensidade, não apenas conquista investidores e clientes, mas também lhe dá suporte para enfrentar as dificuldades quando elas surgirem.


Em matéria a Revista Exame, Lourenço Bustani, especialista em inovação, apresentou três pontos que tornam um negócio ou uma ideia inovadora. Iremos abordá-los aqui, colocando em nossas palavras.

Melhora a vida das pessoas?

Tem certeza que o seu negócio é inovador? Como tem monitorado?Mesmo estando cada vez mais conectados e nos tornando seres cada vez mais tecnológicos, é inconcebível a ideia de que algo inovador não se preocupe com o próximo. Ele deve melhorar a vida das pessoas e torná-las mais felizes, humanas, engajadas e conscientes. Não se trata de uma ideia que apenas gera lucro para a startup, mas que gera valor para as pessoas. Um negócio inovador trabalha em paridade com a sociedade, onde todos ganham.

Mudar o status quo

Inovar é pensar em efeitos positivos para o todo, é deixar de medir o sucesso da startup pelo tanto que ela vende, mas pelo impacto positivo que seus produtos/serviços causam na vida e nas ações das pessoas.

Círculo virtuoso de valor

Ocorre quando a inovação ultrapassa fronteiras. É notada quando ela se espalha naturalmente, devido ao seu propósito atender de fato a dor das pessoas, o problema que elas precisam de solução.

A ideia resolve um problema?

Você pode ter a ideia mais incrível do mundo, mas se ela se enquadrar fora da realidade, ou seja, não atender a uma necessidade real, não serve. Isso pode parecer injusto, mas é a maneira que o mercado funciona. Por isso, analise se a ideia soluciona o problema existente.

Qual o diferencial?

Sua ideia resolve um problema, mas e o diferencial? Mesmo que seja possível atender uma demanda com espaço de mercado, é o elemento diferencial que vai fazer o cliente escolher o seu produto/serviço ao invés do concorrente X.

Ideia = negócio

Você encontrou um problema a ser resolvido, possui um grande diferencial frente a concorrência, mas pensou na viabilidade de tudo isso? Custos operacionais precisam ser calculados, bem como, todos os aspectos que irão dizer se o negócio inovador é viável. Além de inédito ele precisa se sustentar ao longo do tempo, caso contrário, aquela questão que falamos antes, de beneficiar startup e pessoas, não ocorre.

Plano de negócio

Você tem certeza que o seu negócio é inovador?Ele vai permitir que você visualize com clareza se é possível colocar a ideia em prática. E não só isso, ele precisa conter de qual forma que você vai realizar as próximas ações, através de quais meios. Conforme o Blog Una, é no plano de negócio que você confere se a ideia pode se tornar um negócio viável ou não. Tudo é considerado, das despesas até as projeções de receitas. Além disso, é também nele que vamos definir questões como as metas, objetivos e os modelos de monitoramento que serão usados para acompanhar os resultados do negócio.

Dica: Todas estas informações que você precisa levantar não devem ser agrupadas de forma genérica, ou seja, devem estar fundamentadas em dados e informações confiáveis. Para isso você pode usar as técnicas: Análise SWOT e Benchmarking.

Sabemos que realizar as análises sugeridas e todos os outros aspectos que aqui apresentamos demanda certo tempo. De qualquer forma, ficaremos felizes quando ao final de toda a análise, você identificar que sua startup se caracteriza como um negócio inovador.

Resolvida esta parte, queremos falar sobre algo tão importante quanto definir se seu negócio é inovador: o monitoramento dele.

Sua inovação está protegida?

Como colocamos acima, vamos trabalhar com o pensamento que seu negócio, através das análises, se provou inovador. Feito isso, você se empenha no lançamento da startup no mercado. Mas, em qual parte desse processo se encontra a segurança da sua inovação?

Para as demais empresas sempre enfatizamos o registro e monitoramento da marca e/ou ideia pois essas ações evitam problemas e protegem o patrimônio da empresa, que é a marca.

Você tem certeza que o seu negócio é inovador?Para as startups não pode e não deve ser diferente, mas com um ingrediente a mais: inovação. O caráter tecnológico e inovador que esse modelo de negócio carrega consigo, além de apresentar possibilidade de resultados a prazos menores, se comparado a outros modelos de negócios, estão ainda mais propensos a sofrerem danos e concorrência desleal, devido ao seu crescimento acelerado.

Pense conosco: é muito mais interessante plagiar ou roubar a ideia de uma startup que tem mostrado crescimento rápido no mercado do que praticar concorrência desleal com uma empresa que já está consolidada no mercado, tem bom fluxo de vendas, mas não acompanha a evolução tecnológica que o mercado tem exigido cada vez mais.

As startups são as queridinhas do momento, rodadas de investimentos acontecem com mais frequência do que a alguns anos atrás. Quem decide empreender já o faz pensando, dentre outros aspectos, nos investimentos que pode conquistar para a startup.

Antes de monitorar é preciso saber se sua marca está registrada, e sua ideia, patenteada.

Marca registrada e patente da ideia

O registro da marca e patente da ideia são feitos no site do INPI. Existem várias etapas a serem seguidas. No texto Como registrar uma marca: leia esse passo a passo, você entende e consegue realizar todas as etapas.

Gostamos sempre de enfatizar que os custos para o registro da marca, e até mesmo, da patente da ideia, dificilmente vão alcançar os custos despendidos para começar do zero a sua startup no mercado.

Sim, quando sua startup receber notificação de uso indevido da marca ou do produto/serviço por parte de outra empresa que já possui o registro da marca igual a sua, você precisará começar do início. Desenvolver uma nova identidade visual e reconquistar seus clientes é só parte do problema.

Por isso, realizar o registro da marca e patentear a ideia da sua startup é fundamental.

Monitoramento

Você tem certeza que seu negócio é inovador?Realizei o registro da marca da minha startup, patenteei minha ideia, lancei no mercado e está tudo certo agora? Ainda não. Mesmo protegido legalmente, usos indevidos da sua marca ou ideia, podem surgir. O que não falta no mercado são empresas e pessoas praticando a concorrência desleal. Sua marca está amparada legalmente, mas cabe a você monitorá-la e tomar as devidas providências quando ocorrerem situações assim.

Já imaginou como ocupa tempo analisar o ambiente online e offline à procura de irregularidades? A internet é um ambiente vasto, e mesmo com o Google Alerts, que quando você cadastra, pode enviar alertas de sites e páginas que mencionaram sua marca, não é o bastante. Então, como cuidar desta parte crucial?

Já existe no mercado empresas especializadas em registro e monitoramento de marcas. A Fixar realiza este trabalho. Através de plataforma específica e exclusiva, ela monitora sua marca em tempo real, 24 horas por dia. Por contar com profissionais capacitados, assim que a ferramenta detecta o uso da sua marca, após análise e constatação de uso indevido, a Fixar lhe auxilia a tomar a melhor decisão frente a essa questão.

Dessa forma, você tem um cuidado completo da sua startup e ela pode, através do registro e monitoramento, crescer tranquila e segura.

Precisa de ajuda com o registro e monitoramento completo da sua startup? Fale conosco!

Compartilhe: