Blog

custo do registro

Descubra os custos envolvidos no registro de uma marca

Para o registro de uma marca, o primeiro passo é protocolar um pedido junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e, depois disso, acompanhar o andamento do processo até que o órgão emita o Certificado de Registro e publique um despacho oficializando o registro.

O processo todo não é gratuito e envolve o recolhimento de algumas taxas. Em média, uma grande empresa gasta cerca de R$ 1.000,00 para realizar todo o procedimento. Já uma pequena arca com custos de, aproximadamente, R$ 450,00 – isso sem contar os honorários de uma assessoria.

Porém, vale a pena considerar a contratação de um serviço especializado na hora de registrar uma marca. Já que erros no processo podem demandar o recolhimento de mais taxas.

Para entender melhor como funciona o processo e quais os custos envolvidos, confira.

Como funciona o processo de registro de uma marca e seus custos?

O processo de registro de uma marca envolve quatro fases. Na primeira delas é feita toda a preparação da documentação, o protocolo do pedido junto ao INPI e o acompanhamento do processo.

1ª fase: protocolo do pedido

Para protocolar seu pedido, o empreendedor precisa recolher uma taxa no valor de R$ 142,00 caso seja uma das instituições com desconto*. Para empresas maiores, o custo dessa taxa é de R$ 355,00. Além disso, o empreendedor deve considerar os honorários da assessoria, aqui, caso deseje contratá-la.

Também é importante avaliar a forma como os honorários são cobrados, já que muitas assessorias costumam precificar de acordo com as fases no processo.

2ª fase: publicação do processo

A segunda fase envolve a publicação. Ou seja, o INPI publica o número do processo e dá início à análise de toda a documentação. Embora não existam custos envolvendo essa fase, é preciso estar atento ao acompanhamento. Novos documentos ou diligências podem ser exigidos.

3ª fase: aprovação do registro

Após a análise de toda a documentação, é chegada a terceira fase, na qual ocorre a aprovação. Contudo, para que ocorra a aprovação, todos os documentos apresentados precisam estar corretos.

Vale destacar que a não aprovação e a necessidade de eventuais protocolos de recursos demandarão ao empreendedor o pagamento de novas taxas.

Na terceira fase é preciso também que a empresa recolha a taxa para a expedição do Certificado de RegistroO valor dessa taxa é de R$ 298,00 para as instituições com desconto* e R$ 745,00 para as demais.

Ainda é importante checar sobre a cobrança de eventuais honorários, pois, entre a primeira e a terceira fase podem se passar até dois anos.

Por fim, é fundamental que o empreendedor não deixe de recolher as taxas para a emissão do Certificado de RegistroIsso poderá causar o arquivamento do processo, deixando a marca disponível para o registro de terceiros.

4ª fase: publicação do despacho

Ultrapassadas todas essas etapas, na quarta fase ocorre o último ato, que oficializa o registro da marca. Nela, o INPI publica um despacho validando o registro da sua marca por 10 anos, e gera um certificado.

Conclusão

O processo junto ao INPI costuma ser demorado e bastante burocrático. Contar com o auxílio de uma assessoria especializada pode fazer toda diferença, especialmente com relação à agilidade no registro.

Considere sempre o valor dos honorários de acordo com os serviços prestados. E ainda, verifique quais as soluções oferecidas pela sua assessoria.

No infográfico que desenvolvemos você encontra outros valores detalhados (que podem ou não ser cobrados) referentes ao registro da marca. Para fazer o download clique aqui. Além disso, caso deseje entender ainda mais sobre o registro de marca, faça o download gratuito do nosso e-book, basta clicar aqui.

*Aqui você pode ver quais pessoas/empresas se enquadram nas instituições com desconto.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Preencha seus dados e clique no botão abaixo para conversar no WhatsApp:​